Motorista que matou casal em acidente com táxi paga fiança e sai da cadeia.

Um motorista que provocou o acidente que causou a morte de um casal de passageiros saiu da prisão na noite desta quarta-feira (12). Wagner Horst, de 26 anos, dirigia um Peugeot e estava embriagado quando se envolveu no acidente, na manhã da última sexta-feira (7), no cruzamento da Rua 24 de Maio com a Doutor Pedrosa. Lidia Vega Kafski, 50 anos, e Celso Rodrigues Nunes, 60 anos, morreram no local.

Horst estava detido na Delegacia de Delitos de Trânsito (Dedetran) e pagou fiança no valor de 15 salários mínimos, cerca de R$ 10 mil. “Ele é réu primário, é trabalhador e vai responder em liberdade”, confirmou o advogado do motorista Luis Roberto Zagonel. Segundo ele, Horst está bem abalado com o caso. “Foi um acidente. Ele está bem abalado”.

O alvará de soltura foi expedido pela 2ª Vara do Tribunal do Júri. O teste de bafômetro realizado logo após o acidente comprovou que ele estava bêbado na colisão. De acordo com o delegado Rodrigo Brown de Oliveira, da Dedetran, o índice de álcool no sangue dele era de 0,80 mg/l, considerado alto para o delegado.

Identidade

O passageiro que morreu no táxi tinha uma extensa ficha criminal. Conhecido como Celsão, ele era foragido do sistema penitenciário e acumulava 14 páginas de passagens pela polícia. A outra passageira não tinha passagem pela polícia e não há informações sobre que tipo de relacionamento os dois tinham.

De acordo com o delegado Brown, os mandados de prisão contra Nunes eram de furtos, violência doméstica, furtos de veículos, entre outros. “Desde 1977 ele consta com passagens pela polícia em Curitiba e na região metropolitana. A lista é extensa”, completou. O foragido morava em Curitiba.

FONTE: https://www.bandab.com.br/jornalismo/motorista-matou-casal-acidente-taxi-sai-cadeia-fianca/



Deixe uma resposta